Uma Campanha Chocante Retrata Como os Plásticos nos Oceanos Torturam os Animais Marinhos

Uma Campanha Chocante Retrata Como os Plásticos nos Oceanos Torturam os Animais Marinhos

Uma Campanha Chocante Retrata Como os Plásticos nos Oceanos Torturam os Animais Marinhos

Um simples saco plástico parece inofensivo, mas pode representar um sofrimento extremo – e até a morte – para milhares de animais nos oceanos. Descrevendo esta infeliz verdade através de imagens fortes, a Sea Shepherd, uma ONG focada na conservação da fauna marinha, está lançando uma campanha chocante de conscientização sobre plásticos nos oceanos.

Anúncios em 3D foram criados em parceria entre a Tribal Worldwide São Paulo e a DDB Guatemala. Os anúncios mostram diferentes animais marinhos como focas e tartarugas em extrema agonia entre em contato com plásticos de itens utilizados em nossas vidas diárias e geralmente descartados sem qualquer cuidado especial. A produção 3D foi desenvolvida pelo Notan Studio.

plásticos nos oceanos

“Infelizmente, uma ação pequena e impensada em nossa vida diária pode causar danos enormes à natureza sem que nos apercebamos disso. Nesta campanha, pretendemos remediar isso alcançando o maior número possível de pessoas, conscientizando o público para o fato de que, com passos pequenos e fáceis, podemos garantir que cenas terríveis como essa não aconteçam ”, afirma Guiga Giacomo, diretor executivo de criação. na Tribal Worldwide São Paulo.

Além dos impressos e pôsteres, mídias sociais e peças de mídia digital foram desenvolvidas, e mais informações sobre o impacto negativo dos plásticos nos oceanos estão disponíveis em www.seashepherd.org . O conteúdo on-line também destaca dicas para reduzir o uso de plástico diariamente.

A Sea Shepherd realiza limpezas de praia em todo o mundo. A filial norte-americana da organização tem uma campanha intitulada “Operação Clean Waves”, que coleta detritos marinhos que se acumulam nas ilhas e no meio do oceano. A Sea Shepherd também trabalha com cientistas para estudar os efeitos dos microplásticos nas espécies marinhas.

“Cientistas alertam que em 2050 haverá mais plástico nos oceanos do que peixes no mar”, disse o fundador e presidente da Sea Shepherd, Capitão Paul Watson, concluindo: “A Sea Shepherd está empenhada em impedir que isso aconteça – porque se os oceanos morrerem, nós morremos.”

Mais informações: Sea Shepherd Conservation Society, Facebook, Via: Design You Trust

Envie seu comentário