Couro de cacto é criado por dois mexicanos para substituir o couro animal

Couro de cacto é criado por dois mexicanos para substituir o couro animal

Couro de cacto é criado por dois mexicanos para substituir o couro animal

A ideia de uma bolsa feita de cacto pode parecer um pouco estranha para alguns. Mas dois empresários do México, Adrián López Velarde e Marte Cázarez, desenvolveram com sucesso um material de couro vegano. Feito do cacto Nopal, a alternativa ao couro animal chamou a atenção na Feira Internacional do Couro Lineapelle, na Itália. Chamado de Desserto, o couro de cacto tem a grande vantagem de possuir alta resistência, o que desperta a atenção das indústrias de moda, interiores e automóveis.

couro de cacto

Conhecendo o couro livre de crueldade animal e competitivo

Buscando tecnologias e inovações, os mexicanos Adrián López Velarde e Marte Cázarez levaram dois anos de pesquisa e esforço para poder apresentar um produto comercializável na feira de Milão. Com durabilidade em torno de dez anos, o couro de cacto tem características básicas semelhantes às do couro animal ou sintético, como elasticidade, respirabilidade e personalização. Além do mais, o produto é ecologicamente correto. Por ser parcialmente biodegradável e não ter produtos químicos tóxicos, ftalatos e PVC.

O material é livre de crueldade animal e competitivo. Foi projetado e desenvolvido para atender aos mais rigorosos padrões desde a Aviação até a Indústria da Moda. E, quando se trata de desafios que os criadores enfrentaram para produzir a alternativa sustentável, eles disseram à FashionUnited (Reino Unido): “O maior desafio que encontramos é encontrar uma maneira de tornar nossos materiais acessíveis para pequenas e médias empresas, porque às vezes quantidades mínimas de compra são uma barreira para elas. É por isso que sempre tentamos ter um estoque para que eles possam comprar pequenas quantidades. Também estamos trabalhando com fornecedores potenciais para tornar nossos materiais disponíveis para todos”.

Quanto ao impacto positivo que o couro do cacto traz, Velarde e Cázarez disseram ao FashionUnited (Reino Unido) : “O impacto positivo sobre o meio ambiente dos nossos materiais é que podem ser incorporados nas principais linhas de produção das diferentes indústrias mencionadas anteriormente. Isso pode resultar em uma redução de 32% a 42% nos resíduos plásticos, dependendo da versão de nossos materiais incorporados, e cerca de 20% de economia no consumo de água”.

Veja também: Uma Campanha Chocante Retrata Como os Plásticos nos Oceanos Torturam os Animais Marinhos

Acrescentando: “Atualmente, o volume utilizado somente pela indústria da moda é enorme, quase 79 bilhões de metros cúbicos, o que é suficiente para encher quase 32 milhões de piscinas olímpicas. Se você avaliar o valor para a economia mundial dos 39 bilhões de metros cúbicos adicionais. Devem ser usados ​​anualmente até 2030, o resultado é de 32 bilhões de euros por ano. Este é o benefício potencial para a economia mundial.  A indústria da moda encontrar maneiras de evitar o aumento do consumo de água”.

Há uma tendência dos consumidores exigirem cada vez mais que os produtos sejam feitos de materiais ecológicos. A determinação de Velarde e Cázarez em ser a empresa que faz as coisas um pouco diferente mostram que a dupla lançou o Desserto no momento ideal.

Envie seu comentário