A reciclagem na Suécia é tão eficiente, que eles precisam importar lixo de outros países

A reciclagem na Suécia é tão eficiente, que eles precisam importar lixo de outros países

A reciclagem na Suécia é tão eficiente, que eles precisam importar lixo de outros países

Há anos a reciclagem na Suécia é incentivada.  Existe ali uma cultura de conscientização ambiental que faz a população minimizar os desperdícios. Sua evolução na questão ecológica é mesmo impressionante. Eles, agora, precisam importar lixo de outros países para manter suas usinas de reciclagem funcionando.

A reciclagem na Suécia

Esse país nórdico é um dos mais avançados em termos de cuidados ambientais. A Suécia foi uma das primeiras a implementar um forte imposto sobre combustíveis fósseis em 1991, e hoje, recebe quase metade de sua energia de fontes renováveis.

Veja também: Artistas criam obras de arte incríveis com o lixo

Participação da população e de empresas

A Suécia implementou uma política nacional de reciclagem pela qual as empresas privadas realizam a maior parte da importação e queima de resíduos para gerar energia elétrica. Isso possibilita que os habitantes do país sejam beneficiados com uma rede nacional, que transmite energia para suas residências durante o inverno.

O governo apontou que a importação de resíduos é uma solução temporária. Mas, o importante é que eles e os países parceiros estão sendo beneficiados.

Os suecos investiram em técnicas inovadoras de coleta de lixo. Como o sistema automatizado em edifícios residenciais, que elimina a necessidade do transporte de coleta de lixo. Eles também têm uma rede de coleta de latas e de garrafas de plástico, que dá às pessoas dinheiro quando reciclam.

Você pode aprender mais sobre o sistema de reciclagem da Suécia no site oficial do país.

Envie seu comentário